Se você é um advogado ou administrador de escritório de advocacia inteligente sabe que marketing é indispensável em um mercado saturado e que estratégias de marketing digital é o melhor método de divulgação de sua marca (branding) e fechamento de mais negócios porque tem o menor custo x benefício e maior retorno sobre investimento.

Desde o design da informação do site até o conteúdo do blog do escritório de advocacia, passando pela seleção de imagens dinâmicas, são muitas estratégias de marketing digital que devem ser utilizadas pelo advogado para converter visitantes do site em clientes. 

Estratégias de Search Engine Optimization (SEO) não podem ser descartadas, afinal, como você acha que encontrou este artigo?

Somente na capital paulista existem 101.807 advogados e estagiários inscritos. E segundo estatísticas do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em 2016 haviam mais de 1.000.000 (um milhão) de advogados em todo o País, sem contar os estagiários.

Como se destacar em um ambiente tão competitivo?

 

Leia também:

Manual de Inteligência Financeira & Investigação Empresarial – Briefing Secreto de Pesquisa de Bens e Recuperação de Ativos

 

Apesar do aumento da concorrência, as regras da propaganda não mudaram. Ainda prevalecem as normas do Provimento 84/2000, do Conselho Federal da OAB, que “Dispõe sobre a publicidade, a propaganda e a informação da advocacia“.

Segundo esse provimento, é permitida a “publicidade informativa” na advocacia e essa publicidade deve se limitar a “levar ao conhecimento do público em geral, ou da clientela, em particular, dados objetivos e verdadeiros a respeito dos serviços de advocacia que se propõe a prestar“. 

Não são permitidas propagandas do escritório de advocacia no rádio e na TV, em placas e outdoors ou letreiros nas ruas, cartas, e-mails spam e panfletos nas ruas e oferta de serviços por meio de intermediário comissionado. E os dados e informações divulgados na Internet, jornais, revistas, placa de identificação do escritório e papéis timbrados não podem mencionar os clientes ou causas sob seu patrocínio, fazer referência a cargo ou função pública que exerceu, empregar frases “persuasivas, de auto-engrandecimento ou de comparação” nem podem divulgar o preço, gratuidade ou forma de pagamento dos serviços jurídicos. 

Ao advogado também não é permitido oferecer serviços em relação a um caso concreto, nem tampouco convocar pessoas para postular em juízo ou administrativamente. Não pode divulgar serviços jurídicos conjuntamente com outra atividade econômica, falar do tamanho ou estrutura do escritório (regra driblada por 90% dos escritórios de advocacia, que demonstram o tamanho e sofisticação do escritório por meio de imagens fotográficas); enganar clientes ou prestar informações falsas, especialmente sobre títulos acadêmicos, prometer resultados ou induzir o cliente a contratar e pagar somente mediante o resultado, imagens, marcas ou símbolos incompatíveis com a sobriedade da advocacia e utilização de meios promocionais típicos de atividade mercantil.  

Em outras palavras, as estratégias de marketing digital de um escritório de advocacia devem ter como enfoque os serviços jurídicos como Ciência ou função essencial à Justiça, chamando a atenção para seus artigos científicos e evitando a mercantilização da advocacia.

O advogado deve respeitar a lei ao promover ações de marketing digital do escritório de advocacia para atrair tráfego para o site e deixar a concorrência “comendo poeira”. 

Para elaborar e implementar as estratégias de marketing digital do seu escritório de advocacia os sócios devem conhecer o espírito da lei e a intenção do legislador.

As pessoas passam tempo demais na Internet e não tiram o olho do smartphone. Seu escritório de advocacia tem que ser facilmente encontrado lá, e a partir de premissas de buscas que não são o seu nome ou de seu escritório, mas, os benefícios para o cliente em potencial.

O artigo 5 Dicas de Inteligência e Estratégias de Marketing Digital para Escritório de Advocacia, Guia Definitivo tem caráter estratégico, de conceitos abrangentes e de longo prazo, logo, não pretende ensinar o passo-a-passo do desenvolvimento de sites nem tampouco dar dicas operacionais de Search Engine Optimization (SEO). 

A exemplo do artigo 7 Passos para Facilitar sua Cobrança Judicial, este ensaio da Montax Inteligência vai prepará-lo para a guerra econômica da luta pela audiência de potenciais clientes.

O telefone do seu escritório de advocacia não vai parar de tocar, com chamadas de clientes que o encontraram na internet, sem que você tenha que pagar o Google para isso.

Confira! 

 

Dica #1- Escolha o campo de batalha do marketing digital

 

Dividir para governar é uma velha máxima da política dos tempos em que os vencidos se tornavam escravos dos vencedores. Assim como em uma guerra em que o general evita dispersar sua tropa e concentra suas forças para atacar um ponto fraco do inimigo, ele escolhe o campo de batalha. Com as estratégias de marketing digital não é diferente. Concentre suas forças! O que isso quer dizer? O advogado ou escritório de advocacia devem escolher seu campo de batalha. Direito Penal, Direito Tributário, Recuperação de ativos, não importa o que você faça: No marketing digital o advogado deve selecionar um assunto e atacar ferozmente. “Ah! Mas, meu escritório de advocacia tem especialista em tudo“. Mesmo assim, o escritório de advocacia deve selecionar uma especialização clientela. Independentemente de fazer “tudo para todos”, o escritório de advocacia deve ter foco ao menos nas ações de marketing. A área do Direito a ser divulgada nas ações de marketing online do escritório de advocacia e a classe de clientes que o advogado deve dar enfoque são premissas importantes e decisões estratégicas a ser tomadas “antes” da criação do site. Se necessário, o escritório de advocacia deve criar um site novo. Sugerimos selecionar uma área do Direito do qual a maioria dos sócios são especialistas ou uma área de vanguarda ou aquela que traz mais recursos financeiros com menos horas de dedicação, bem como identificar a persona de cliente: Preferentemente aquela que paga mais e exige menos. Isso é Inteligência estratégica aplicada ao marketing digital. Ao escolher seu campo de batalha com a definição da área do Direito e da classe de clientes a ser direcionadas as estratégias de marketing digital – ou mesmo a atividade econômica do cliente comum de sua região -, suas ações de marketing terão maior penetração porque você se posicionou em uma especialidade e clientela específicas e de acordo com o mercado de sua região. Um escritório de advocacia que escolhe seu campo de batalha concentra suas forças e abre caminho mais facilmente no mundo digital. Essa é, de longe, a primeira dica e a mais importante.

 

Segundo o general chinês Sun Tzu (século V a.C.), em seu clássico A Arte da Guerra, “Quem ocupa primeiro o campo de batalha, esperando o inimigo, é aquele que se garante em posição de força; o que chega depois, lançando-se ao combate, já está enfraquecido”

 

 

Dica #2- Deixe o design do site para quem entende do assunto

 

Isso mesmo! Quando se trata de marketing online, design da informação e gestalt aplicada às cores, a estrela é o estrategista de marketing digital, não o advogado. Deixe o design, cores e conteúdo do website para quem entende do assunto. E o assunto aqui é inteligência e estratégias de marketing digital, não serviços jurídicos. Lembre-se que o cliente em potencial não é um profissional do Direito e muito menos aplicador da lei, portanto, provavelmente não gosta de cores mórbidas e linguagem empolada, o famoso “juridiquês”. Inversamente, web designers devem ficar atentos porque o mercado jurídico é muito formal, baseado na confiança em negócios de longo prazo. Esqueça o padrão de petições e use e abuse do Search Engine Optimization (SEO) nos links, títulos e apresentação do site. O escritório de advocacia deve explorar estratégias de marketing digital para aparecer mais no Google, não para ganhar ações na Justiça.  

 

O site do escritório de advocacia PG Advogados de autoria do Designer de Interface de Usuário (UI Designer) Lucas Marcolino é um bom exemplo de excelência em design da informação. Com imagens dinâmicas que prendem o usuário e fácil navegação com “insight” do blog integrado.

 

Dica #3- Crie um blog integrado ao site


Não sabe a diferença entre site e blog? Sites têm mensagem institucional estática cuja alteração depende de programação, enquanto que blogs servem para o advogado postar artigos mensais, semanais ou diários. Quanto maior a quantidade e melhor conteúdo dos artigos, mais chances seu site tem de aparecer na 1ª página do Google. Enquanto o site descreve o que escritório de advocacia faz de melhor e mais bem feito para a clientela que escolheu, o blog vai divulgar essa especialidade e falar diretamente com sua persona e seu público-alvo. Os artigos têm mensagens mais detalhadas sobre assuntos específicos e midiáticos. Este artigo é um bom exemplo disso. Advogados modernos não vivem só de petições. Os advogados do escritório de advocacia devem ser exortados a escrever e postar artigos no blog. Com a integração do blog ao site, seu PageRank aumenta, ou seja, seu site aparece mais no Google. A maior empresa de marketing digital do mundo funciona como um canal de distribuição para muitas empresas. Mal comparando, ter um site de escritório de advocacia na 1ª página do Google é como ter um grande anúncio nas antigas Páginas Amarelas (só os velhinhos vão lembrar). Imagine um CEO ou diretor de uma empresa colocando no Google a expressão “advocacia criminal de empresas” ou “advogado empresarial” ou “advogado tributarista”. Qual posição você gostaria de ver a página de seu escritório de advocacia, na 7ª página do Google ou na primeira página do Google? Se você colocar a expressão “Inteligência e Investigações” no Google, carro-chefe da nossa indústria, notará que a Montax Inteligência ocupa a primeiríssima posição no Google! No artigo Marketing Digital da RCF – Recuperação de Créditos Fiscais, Um Estudo de Caso esclarecemos como podemos ajudar sua empresa de serviços jurídicos a se posicionar melhor na Internet.

 

Blogs são como diários online acoplados ao seu site. Neles, as empresas podem falar sobre assuntos midiáticos e importantes, porém efêmeros, que atraem a atenção dos clientes naquele momento.

 

 

Dica #4- Identifique seu Fator Especial e divulgue-o!

 

Todo advogado ou escritório de advocacia tem um Fator Especial, aquele fator cuja ordem altera, sim, e muito, o valor final do produto, afinal, Inteligência de Marketing não é uma Ciência Natural ou Matemática. Inteligência de Marketing é uma Ciência Humana. Seu Fator Especial é uma característica própria de seu DNA, um atributo “matador” do qual você ou sua equipe de advogados se destacam. Carisma, às vezes, ganha da inteligência, e vice-versa. O advogado ou escritório de advocacia deve identificar seu fator especial e divulgá-lo! Alguns profissionais de marketing o chamam de “Fator X”, “Fator Único” etc. Chame como quiser, mas, trate de identificar uma qualidade ou produto ou serviço ou sistema ou método ou qualquer vantagem competitiva a ser explorada. É uma “Força” que você pode identificar em sua Análise SWOT. “Ah! Mas, não tenho ou não sei qual é meu fator especial“. Então crie um Fator Especial! O mestre Ricardo de La Riva inventou a “Guarda Delariva”, um golpe de jiu-jitsu que o ajudou a se tornar uma lenda viva dessa arte marcial. O Fator Especial do escritório de advocacia pode ser uma especialidade ou causa na luta em defesa dos direitos de quem quer que seja. O objetivo é o escritório de advocacia se posicionar de forma mais assertiva. Aqui na Montax Inteligência criamos vários produtos e somos ativistas do Direito de Acesso à Informação, porém, damos destaque ao nosso Briefing secreto, um roteiro de identificação e busca de ativos e investigação de “lavagem” de dinheiro e ocultação de bens ideal para Advogados de cobrança e execução, profissionais de Inteligência, Investigadores de fraudes corporativas, Auditores e Detetives. Esses manuais foram descritos no artigo Atividade de Inteligência – Livros Sobre Inteligência, Espionagem, Busca de Bens & Investigação, Manuais Especiais. O principal manual, o o “Manual de Inteligência – Busca de Ativos & Investigações”, está descrito abaixo. O Fator Especial funcionará como um “míssil Exocet“, a arma que vai ajudar seu escritório de advocacia a se destacar na Internet para você detonar a concorrência.

míssil Exocet da empresa francesa MBDA ficou muito popular na década de 1980 durante a Guerra das Malvinas e a Guerra Irã x Iraque. Apesar de não estar diretamente envolvida nos conflitos, a França explorou o Exocet como propaganda de sua capacidade militar. Podemos dizer que o Exocet foi um Fator Especial de propaganda do governo da França. 

 

Dica #5- Tudo muda, mude seu site também!

 

As empresas mais valiosas do mundo sabem disso. Os donos dos melhores restaurantes de sua cidade, também sabem: As pessoas contratam pela aparência e gostam de novidades. Por isso os catálogos da Avon vendem a mesma coisa há décadas, porém, com outro nome, outra cor e novas embalagens. E aquele restaurante que você adora passa por reformas a cada 10 anos!… Nem precisava (às vezes, o design antigo era melhor), mas, o restauranteur sabe que tudo muda, o design, layout e estilo de seu restaurante também devem mudar. O mesmo ocorre com o seu site. Seu website é sua principal plataforma de marketing digital. O site da Montax Inteligência, por exemplo, completará 10 anos dia 26 de abril de 2021 e já foi modificado 3 vezes. Não quero dizer que o advogado ou escritório de advocacia devem mudar o design de seu site todo ano, mas, devem identificar tendências e mudar o visual do site conforme os novos tempos e tendências. Por exemplo, a moda agora são imagens dinâmicas que prendem a atenção e mantêm o tempo de permanência do usuário ao site, aumentando seu PageRank. Além de imagens, o site deve ter alguma funcionalidade que atraia visitantes e design da informação e conteúdo adequados aos resultados das pesquisas de Search Engine Optimization (SEO).  

 

Sites com imagens dinâmicas como os da Tesla ou Montax Inteligência (imagem acima) são uma tendência atual que o advogado e o escritório de advocacia devem adotar.

 

 

 

 

 

Você Consegue Mesmo Recuperar Ativos ou Ganhar Dinheiro com Cobranças?

Antes de responder, deixa eu ver se isso acontece com você:

1- Você tem uma Sentença favorável ou título de crédito ou carteira de direitos creditórios (que não foi fácil conseguir);

2- Contratou Advogados ou Estagiários para distribuir e “dar andamento” aos processos de Execução;

3- Preencheu guias de custas (taxas), distribuiu Execuções e pediu ao juiz para penhorar bens do devedor;

4- Mas, os processos “não andam” porque você e seu time não conseguem ENCONTRAR BENS do devedor;

5- Algumas vezes sequer consegue LOCALIZAR O DEVEDOR (senão nas redes sociais desfrutando da Dolce Vitta…)…

Agora vou te responder.

Você não vai conseguir a efetiva Recuperação de Ativos em Cobranças ou Execuções se não for capaz de LOCALIZAR PESSOAS, EMPRESAS E BENS.

De nada adianta conhecer todo o Código Civil ou Código de Processo Civil ou a CLT e ser especialista em Direito Civil, Processual Civil ou Direito do Trabalho e Processual do Trabalho se você não entende de crimes financeiros como “fraude à execução, lavagem de dinheiro ou ocultação de bens”.

Você precisa descobrir a estratégia de blindagem patrimonial do devedor.

Ou você consulta um Advogado especialista em Direito Penal Econômico ou… Estuda o “Manual de Inteligência Financeira & Investigação Empresarial – Briefing Secreto de Pesquisa de Bens e Recuperação de Ativos”… Ele é ideal para Advogados especialistas em Compliance, Due Diligence, Cobrança e Execução.

São técnicas absolutamente legais de BUSCA DE BENS.

A identificação de bens para investigação de fraudes corporativas e recuperação de ativos depende exclusivamente da LOCALIZAÇÃO PESSOAL E PATRIMONIAL DO DEVEDOR.

Bancos, instituições financeiras e outras empresas perceberam que os devedores contumazes e fraudadores enganam os sistemas “Bacen Jud, RenaJud e InfoJud” com táticas de “blindagem patrimonial”.

Com o “Manual de Inteligência Financeira & Investigação Empresarial – Briefing Secreto de Pesquisa de Bens e Recuperação de Ativos” você evitará perdas e solucionará Execuções milionárias.

Advogado, você não precisa depender da Justiça para localizar bens do devedor.Você pode ter acesso ao nosso Briefing, um roteiro de pesquisa de bens e investigação de “lavagem” ou ocultação de bens, direitos e valores ideal para Advogados de cobrança e execução, profissionais de Inteligência, Investigadores de fraudes corporativas, Auditores e Detetives.

Com o “Manual de Inteligência Financeira & Investigações Empresariais – Briefing Secreto de Pesquisa de Bens e Recuperação de Ativos” você aprenderá técnicas absolutamente legais de busca de bens para ter sucesso em suas ações de recuperação de ativos.

Ele contém 5 Capítulos e 1 bônus especial, no caso

Introdução

Capítulo 1 – Técnicas de Espionagem Fáceis e Absolutamente Legais

Capítulo 2 – Como Usar Inteligência na Busca de Ativos

Capítulo 3 – Definições de Ativos Financeiros

Capítulo 4 – Briefing Secreto de Pesquisa de Bens & Recuperação de Ativos no Brasil e nos EUA Capítulo

5 – Cartórios: Em quais, onde e como pesquisar?

BÔNUS ESPECIAL – Sistemas de Busca de Bens na Justiça

Você pode adquirir o “Manual de Inteligência Financeira & Investigação Empresarial – Briefing Secreto de Pesquisa de Bens e Recuperação de Ativos” clicando AQUI https://bit.ly/38wIYT2

 

 

 

 

 

SOBRE O AUTOR

Marcelo Carvalho de Montalvão é diretor da Montax Inteligência, franquia de Inteligência & Investigações que já auxiliou centenas de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas como Cyrela, LG Eletronics, Localiza Rent A Car, Sara Lee, Kellog, CWA Consultores, Geowellex, Sonangol Oil & Gas, Chinatex Grains and Oils, Generali Seguros, Estre Ambiental, Magneti Marelli, Banco Pan, BTG Pactual, Banco Alfa, W3 Engenharia e muitas outras marcas.

Advogado criminalista especialista em Direito Penal Econômico e crimes financeiros como fraude à execução, “lavagem” ou ocultação de bens, direitos e valores e engenharia reversa da blindagem patrimonial para a solução de fraudes milionárias.

Autor do livro “Inteligência & Indústria – Espionagem e Contraespionagem Corporativa” e do “Manual de Inteligência – Busca de Ativos & Investigações” comentados AQUI.

Conecte-se com Marcelo no LinkedIn

Ouça o Marcelo no YouTube

 

 

 

 

 

 

Pesquisa de Bens • Investigação • Compliance Intelligence

Rio de Janeiro – RJ

Rua Figueiredo Magalhães, 387/801 – Copacabana – CEP: 22031-011

Telefone + 55 (21) 2143-6516

WhatsApp +55 (21) 99682-0489

E-mail montax@montaxbrasil.com.br


www.montaxbrasil.com.br 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Montax Inteligência de Crédito e Cobrança Ltda.
CNPJ 11.028.620/0001-55
Copyright © 2009

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *