Montax Inteligência vem alertando Traders e investidores iniciantes acerca dos riscos de confiar seu dinheiro a Corretoras de valores online (“Brokers”) que usam plataformas de simulação de investimentos e opções para fraudar pessoas no mundo todo com promessas de ganhos elevados com Ações, Câmbios, Mercado Forex, Opções Binárias e Criptomoedas.

 

São na maioria falsas Corretoras que operam um Esquema “Boiler Room” em que montam uma central de telemarketing multilíngue para enganar Traders e investidores inexperientes ao estilo “O Lobo de Wall Street”.

 

Se o Trader ou investidor usar como intermediário uma Corretora (“Broker”) picareta, não importa se “investiu” em ações VVAR3, IRBR3, BBAS3, AZUL4, ou Câmbios, Mercado Forex, Opções Binárias e Criptomoedas etc. vair perder todo o seu dinheiro e o dinheiro de clientes e amigos.

 

Os “investimentos” podem não valer nada se o Trader ou investidor forem enganados por uma Broker online fraudulenta.

 

Por Marcelo C. de Montalvão

 

O que você vai ler aqui:

 

#1 Se você só perde dinheiro no Mercado Financeiro pode estar sendo enganado mediante “simulação” 

#2 Sede da Broker não precisa ser na Avenida Paulista, mas, também não pode ser em Paraíso Fiscal que você nunca ouviu falar

#3 Promessa de lucro de mais de 20% ao mês é muito boa para ser verdade

#4 Jogador de futebol como garoto-propaganda é “gatilho mental” de investidores pouco sofisticados 

#5 “Bônus” de inscrição, prêmios em dinheiro ou iPhones pela indicação de novos clientes é pirâmide

#6 “Analistas” da Broker telefonam de números VoIP não rastreáveis

7# Corretoras picaretas estão fora do radar do Banco Central do Brasil (BACEN) e Comissão de Valores Mobiliários (CVM)? Então pesquisa onde conhecem elas!

 

Vamos aos sistemas de prevenção de fraudes com Corretoras de valores (Brokers).

 

 

#1 Se você só perde dinheiro no Mercado Financeiro pode estar sendo enganado mediante “simulação” 

 

O golpe da “Broker” é simples: Traders e investidores pensam que estão investindo em ativos verdadeiros por intermédio de uma Corretora de valores mas, em realidade, estão só depositando dinheiro em contas bancárias e wallets de uma quadrilha de estelionatários.

 

Ultimamente, essas organizações criminosas têm usado softwares de investimento no mercado de ações e criptomoedas (home-brokers) e de simulação de investimentos e operações o Mercado Forex como o MetaTrader5.

 

São programas de computador muito bons, desde que a licença esteja registrada em nome do Trader ou investidor. E que a simulação não seja ingenuamente tida por eles como “investimento real”.

 

O Trader ou investidor devem acessar esses softwares diretamente de seu fabricante ou distribuidor autorizado, e instalá-lo em seu próprio nome.

 

A licença deve estar em seu nome e não registrado no nome da Broker ou outra inscrição genérica como “TradingAccount-Server”. Verifique o nome e código de licença no canto superior esquerdo do software de investimentos (home-broker).

 

Se a licença não for sua o home-broker poderá ser modificado para a simulação de investimentos que o Trader ou investidor pensam ser reais. Ou ainda, a simulação da simulação em que o Trader sempre ganha enquanto não coloca o seu dinheiro e o de seus amigos e clientes. Só começa  a perder quando coloca dinheiro de verdade na conta.

 

 

#2 Sede da Broker não precisa ser na Avenida Paulista, mas, também não pode ser em Paraíso Fiscal que você nunca ouviu falar 

 

Corretoras picaretas existem em todo lugar, mas, dificilmente elas tem sede fiscal ou são registram e muito menos operam em países de legislação dura contra criminosos como Japão, Estados Unidos e Irã.

 

Brokers que operam um esquema boiler room geralmente funcionam em locais secretos, sua sede operacional é secreta e pode ser qualquer lugar, até do seu prédio, mas, tem sede fiscal (registro) em Paraísos Fiscais minúsculos de legislação frouxa, comissões de valores mobiliários ineficazes e carentes de agências de Inteligência Financeira e Detetives privados como Chipre, Ilhas Marshall, Ilhas Seychelles, São Vicente e Granadinas, Papua Nova Guiné, República da Granada, Ilhas Vanuatu, Ilhas Tuvalu, Kiribati etc.

 

Não se engane só porque a Broker tem sede fiscal em país da União Europeia. Chipre, por exemplo, vem sendo denunciado por vários cidadãos junto ao Parlamento Europeu mas nada acontece.

 

Se uma Corretora picareta da Avenida Paulista sumir com seu dinheiro e o de seus amigos e clientes, com um bom profissional de Inteligência Financeira você descobre onde estão os sócios e onde esconderam seu dinheiro.

 

Mas, e se a Corretora for de um Paraíso Fiscal? Se prepare para começar com US$ 50 mil somente de despesas legais com os advogados desses Paraísos Fiscais.

 

Não custa nada também dar uma olhada no site do Offshore Leaks Database do ICIJ. O endereço de uma famosa Broker online na Arch Makariou III & Vyronos 1 P Lordos Center Block B Office 401 3105 Limassol Cyprus está lá…

 

Abra o olho!

 

 

#3 Promessa de lucro de mais de 20% ao mês é muito boa para ser verdade

 

Aprenda uma coisa: Ninguém fica rico com investimentos.

 

Foi isso mesmo que você leu: Você não ficará rico investindo na Bolsa de Valores, Mercado Forex etc.

 

É inegável que o mercado financeiro pode alavancar seus ganhos de capital, mas, o que vai te deixar rico é o trabalho, o empreendedorismo.

 

Sabe o que Warren Buffet, Luis Barsi, Tiagro Nigro e outros ricos investidores de sucesso têm em comum? Todos enriqueceram com suas empresas e negócios, a maioria ligados a investimentos, claro, como Corretoras de valores (Broker), casas de análises financeiras e até canais de educação financeira no YouTube.

 

Eles pegaram o dinheiro que ganharam com o empreendimento e investiram no mercado financeiro e voilá!

 

Eles catapultaram sua riqueza, claro, mas não criaram riqueza a partir do “nada”… Ninguém fica rico na Bolsa de Valores “começando com R$ 500,00″…

 

Os “gurus” do mercado financeiro não aumentaram seu capital sem trabalhar senão com empreendedorismo combinado com operações no mercado financeiro que lhes proporcionam um retorno sobre investimentos (ROI) de 20% ao ano em média.

 

Eu disse 20% AO ANO!

 

Mas, se você, Trader ou investidor inexperiente, quer acreditar na promessa de retorno de 20% “ao mês” feita por um Analista de uma Broker de Seychelles que te telefona de um número VoIP alegando estar na “Austrália”, mas, com sotaque da região do Triângulo da Monetização na região Nordeste do Brasil (?!). Nesse caso você é um gênio e deve estar achando esse artigo uma bobagem.

 

A realidade é que não existe lucro fácil (se fosse, ninguém abriria empresas, só investiria no mercado financeiro).

 

O Analista da Broker picareta só disse aquilo que você queria escutar e sua promessa de lucro de mais de 20% ao mês é muito boa para ser verdade.

 

 

#4 Jogador de futebol como garoto-propaganda é “gatilho mental” de investidores pouco sofisticados

 

Desconfie sempre de Corretoras de valores (Brokers) que apelam para a imagem de Jogadores de futebol e outros atletas populares como garotos-propganda. E seus principais canais de promoção e vendas estão na Internet.

 

São empresas financeiras que querem alavancar negócios do dia pra noite.

 

Tal qual o Banco Econômico que explorava a imagem do famosíssimo piloto de Fórmula 1, Aírton Senna, Brokers online que se valem de um Jogador de futebol para te convencer a investir no mercado financeiro quer conquistar investidor de pouca ou nenhuma sofisticação financeira.

 

Todos sabem o que aconteceu com o Banco Econômico…

 

E o que seria sofisticação financeira?

 

Sofisticação financeira é educação financeira combinada com experiência no mercado financeiro.

 

Geralmente os investidores de pouca sofisticação financeira têm origem na Classe C, tiveram pouca instrução formal ou a tiveram de forma deficiente e não estão acostumados a lidar com tubarões e abutres do mercado financeiro. E são facilmente encontrados na Internet.

 

Veja bem, não disse que aqueles que investem no mercado financeiro por meio de Brokers apelativas ou que são convencidos a investir por meio de pop-ups do Google ou Facebook são pessoas sem sofisticação, não foi isso que eu disse!

 

A maioria são empreendedores de sucesso que subiram na vida, sabem fazer dinheiro com seu trabalho e ofício, mas, vamos falar francamente: Tiveram pouca ou nenhuma educação financeira na infância por isso acreditam em milagres e querem começar com os papéis mais arriscados.

 

Pilotos de Fórmula 1, Jogadores de futebol e outros ídolos das multidões como Apresentadores de TV e Bilionários famosos (pessoas populares), desconfie sempre quando a imagem deles aparece na tela de sua Broker ou home-broker.

 

Isso é “gatilho mental” de vítimas comuns desse tipo de armadilha.

 

 

#5 “Bônus” de inscrição, prêmios em dinheiro ou iPhones pela indicação de novos clientes é pirâmide

 

Se o negócio não te entregar um produto ou serviço consistentes senão uma bonificação em dinheiro ou prêmios na forma de artigos de luxo se você trouxer “novos clientes”, então, VOCÊ É O PRODUTO.

 

Alguns chamam “marketing mult-nível (MMN)”, marketing de rede, referral marketing etc.

 

Montax chama esse esquema de pirâmide financeira.

 

E se você aceitou o bônus em dinheiro ou prêmio pela indicação de um amigo ou cliente, sem alertá-lo que fez isso não porque confia na Broker, mas, porque ela te pagou, então, você é tão desonesto quanto o dono, aquele que está no topo da pirâmide.

 

Está bem, está bem, você, Trader, não é desonesto, está apenas tentando sobreviver ou realizar o sonho de ser o Leonardo DiCaprio no filme “Os Lobos de Wall Street”. Desculpe, mas, na minha opinião, se você não contou para o cliente, amigo ou parente que a Corretora “XYZ” – que ninguém nunca viu o dono – recebeu o dinheiro (deles) não por causa do histórico de sucesso, mas, porque você ganhou bônus, comissão ou um iPhone 12, então, no mínimo faltou transparência.

 

A transparência está para o mercado financeiro o que o sigilo está para a Atividade de Inteligência.

 

 

#6 “Analistas” da Broker telefonam de números VoIP não rastreáveis

 

Você já se perguntou por que uma Corretora com um site tão bonito não tem uma sede operacional própria ou não te telefona do home office de seus Analistas?

 

Empresas como a Kiwify de venda de infoprodutos e meios de pagamento online não têm sede operacional e todos trabalham de seus respectivos home office. Mas, têm CNPJ, registro e sede fiscal no Brasil e telefones de suporte vinculadso ao endereço dos colaboradores.

 

Ao atender uma chamada telefônica de um Analista de número “esquisito”, pergunte de forma educada porém firme:

 

a) Qual seu nome completo e CPF?

b) Tem perfil no Facebook e Linkedin, qual?

c) Qual o endereço de sua sede operacional, de onde exatamente você está telefonando?

 

Desconfie se o Analista da Corretora de valores (Brokers) recusar prestar quaisquer dessas informações.

 

E verifique se as informações prestadas são verdadeiras.

 

E quando telefonam, eles pedem para o Trader ou investidor realizar depósitos em dinheiro em contas de empresas braço-financeiro do Brasil. Se a Corretora de valores é tão boa, por que não tem conta bancária própria e precisa de intermediários, de empresas de meio de pagamento?

 

Explicamos melhor o papel das empresas braço-financeiro das organizações criminosas transnacionais no Estudo de Caso Vlom é Confiável? Montax Desvenda Esquema Transnacional de Fraudes Online Contra Traders e Investidores do Mercado Forex, Opções Binárias e Criptomoedas, uma “Boiler Room”, e Seu Sistema de Lavagem de Dinheiro e Evasão de Divisas no Chamado “Triângulo da Monetização”

 

 

#7 Corretoras picaretas estão fora do radar do Banco Central do Brasil (BACEN) e Comissão de Valores Mobiliários (CVM)? Então pesquisa onde conhecem elas!

 

A maioria das Brokers fruadulentas não tem registro no Brasil.

 

Não tem representante legal com endereço no Brasil; não tem inscrição no Ministério da Economia, logo, não tem CNPJ; e não tem cadastro nas agências reguladoras do sistema financeiro nacional (Bancos e instituições financeiras) e de distribuição e comercialização de títulos e valores mobiliários (Bolsa de Valores e mercado financeiro), no caso o Banco Central do Brasil (BACEN) e Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

 

Na verdade, os golpistas não têm intenção alguma de abrir empresa (CNPJ) no Brasil.

 

Brokers picaretas só existem na Internet.

 

Ninguém nunca ouviu falar do dono, muito menos de seu escritório.

 

São em realidade pessoas, sites e Provedores de Internet mal intencionados ligados ao Crime Organizado Transnacional (Decreto 5.015/2004), razão pela qual não estão no radar do Banco Central do Brasil ou Comissão de Valores Mobiliários.

 

E se a Broker não tem registro no BACEN ou CVM, muito provavelmente não distribuiu ativos financeiros nem valores mobiliários, mas, simplesmente, aplica o golpe conhecido como pirâmide financeira em que os “rendimentos” dos investidores antigo são entregues com o principal dos investidores novatos. Mas nenhum deles jamais retira o valor principal investido e a maioria não recebe absolutamente nada.

 

Por isso deveriam estar no radar da Polícia Federal, da Interpol e Europol.

 

Então onde pesquisar?

 

O primeiro local de consulta deve ser o Google.

 

Coloque o nomee da Corretora suspeita no famoso buscador + a palavra “fraude” ou “golpe”, ou ainda, “scam” (golpe em Inglês). Se não achar nada coloque o nome da Broker “entre aspas” para refinar a busca.

 

O segundo lugar a ser consultado é o Cadastro Geral da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

 

Se sua Corretora não aparece aqui, cuidado! Ela pode não ter nem CNPJ ou representante no Brasil, o que significa que se sumir com seu dinheiro você vai ter que caçar os donos da Broker lá fora, no exterior. Serviços profissionais por lá são cobrados em dóllar (assim mesmo, em Inglês).

 

Por fim, e talvez o mais importante, consulte empresas de proteção do consumidor e de clientes do mercado de ações, tanto do Brasil quanto do exterior.

 

São vários, mas, você ficará satisfeito se consultar os 3 (três) que julgamos mais importantes, assertivos: ReclameAQUI (Brasil), Forex Peace Army e Trustpilot

 

Se não encontrar nada, não faça negócio, por uma razão muito simples: Corretora nova não tem referências justamente porque está há pouco tempo no mercado.

 

Você confiaria o seu dinheiro e o de seus clientes a uma Broker novata?

 

Ah! Desconfie também de empresas que não têm company page no LinkedIn ou Glassdoor.

 

Não ter company page não faz de uma empresa uma picareta, mas, é como uma pessoa que não tem uma conta no Facebook, Instagram, um e-mail… Toda regra tem exceção mas essa pessoa pode estar se escondendo…

 

Já fui fraudado, então, qual a solução?

 

A solução é a prisão dos autores, co-autores e partícipes dos crimes financeiros. É o velho adágio do Direito Penal Econômico: “Passarinho só canta na gaiola” (Autor desconhecido). A vítima deve fazer um Boletim de Ocorrência (BO) na Delegacia de Polícia especializada em defraudações.

 

Outra solução é denunciar os crimes financeiros como crimes cibernéticos, afinal, foram praticados por meio da Internet (Provedores e VoIP). A vítima deve fazer uma Reclamação na AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES (ANATEL).

 

Consulte um Advogado especialista em Direito Penal Econômico que contratará uma empresa de Inteligência Financeira para realizar uma investigação e coleta de provas necessárias às ações legais diversas como uma Notícia de crime; Medida Cautelar Penal de sequestro de bens imóveis e arresto de bens móveis, inclusive bens móveis incorpóreos e dispositivos eletrônicos (computadores, tablets, smartphones, pendrives etc.) e busca de provas como ID da carteira virtual (wallet) ou TxID (hash) da transação e senhas de acesso às Wallets ou contas bancárias de controladores, holdings patrimoniais, empresas offshore e interpostas pessoas (“laranjas”); e Ação Civil Pública.

 

Ações Coletivas com base na Lei 8.078/1990 (Código de Defesa do Consumidor) porque podem não funcionar sem o viés criminal e de economia popular, da prática de crimes financeiros contra o mercado, contra a Fazenda Pública e contra o sistema financeiro nacional, porque alguns juízes entendem que as vítimas eram “pequenos investidores” (Traders) ou “sócios” (investidores), e não consumidores hipossuficientes (lado mais fraco) de produtos e serviços ofertados no mercado por grandes players, porque sabiam dos riscos do investimento e negócio; concordaram com a remessa de valores ao exterior; e recrutaram integrantes, geralmente amigos, familiares e colegas de trabalho, para ganhar comissões.

 

Quê preciso para a Montax Inteligência analisar meu caso?

 

Para analisar a conveniência e oportunidade de realizar ações de busca, identificação de fraudadores e recuperação de ativos financeiros, Montax Inteligência precisa que a vítima de fraude envie um e-mail para montax@montaxbrasil.com.br de Assunto “NOME DA EMPRESA FRAUDULENTA” e entregando os dados, informações e provas que se seguem:

 

a) Nome completo, CPF e telefone da(s) vítima(s);

b) Site ou link que atraiu a vítima para um investimento online;

c) Bandeira e número do cartão de crédito ou bancos, agências e contas bancárias de destino dos valores pagos às corretoras de valores online, com o valor pago, data e sistema usado (Swift, TED, DOC, PIX, Depósito no caixa etc.), o Nome CPF/CNPJ do favorecido, bem como os comprovantes de depósito ou transferências bancárias;

d) Nomes, telefones e mensagens de texto e de voz dos “Analistas”;

 

A partir dessas informações e documentos, podemos analisar se vale a pena ativar um caso de Inteligência Financeira.

 

 

Para pesquisa de antecedentes de candidatos a vagas de emprego (Background check), Devidas diligências de clientes e fornecedores (Due diligence KYC) e prevenção a lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo (PLDFT), o Chief Compliance Officer (CCO) e demais integrantes do Departamento de Compliance podem realizar um curso online de Inteligência Financeira – Due Diligence, Pesquisa de Bens & Compliance de Prevenção a Lavagem de Dinheiro – Roteiro de Proteção e Recuperação de Ativos. Clique no banner abaixo para acessar agora mesmo o seu Manual:

 

Inteligência Financeira – Due Diligence, Pesquisa de Bens & Compliance de Prevenção a Lavagem de Dinheiro – Roteiro de Proteção e Recuperação de Ativos

 

 

 

 

SOBRE O AUTOR

MARCELO CARVALHO DE MONTALVÃO é diretor da Montax Inteligência, franquia de Inteligência & Investigações que já auxiliou centenas de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas como PSA Group (Peugeot Citroën), Cyrela, LG Eletronics, Localiza Rent A Car, Sara Lee, Kellog, Tereos, Todeschini, Sonangol Oil & Gas, Chinatex Grains and Oils, Generali Seguros, Estre Ambiental, Magneti Marelli, Banco Pan, BTG Pactual, Banco Alfa, W3 Engenharia, Geowellex, Quantageo Tecnologia e muitas outras marcas.

Especialista em Direito Penal Econômico e solução de crimes financeiros como estelionato (fraude), fraude a credoresfraude à execuçãoevasão de divisas e “lavagem” ou ocultação de bens, direitos e valores.

Conecte-se com Marcelo no LinkedIn

Ouça o Marcelo no YouTube

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Due Diligence | Pesquisa de Bens | Investigação Empresarial | Compliance Intelligence

 

 

Rio de Janeiro – RJ

Rua Figueiredo Magalhães, 387/801 – Copacabana – CEP: 22031-011

Telefone + 55 (21) 2143-6516

WhatsApp +55 (21) 99682-0489

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Montax Inteligência de Crédito e Cobrança Ltda.
CNPJ 11.028.620/0001-55
Copyright © 2009

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *